terça-feira, 31 de maio de 2011

To be Cool

Faça sua imagem bem bonita no facebook. Seja legal, diga que és aquilo que gostaria de ser e pronto, você existirá! Será legal ter um profile bonito, sabe? Ninguém vai saber que atrás de tanta intelectualidade, existe sempre um google que te auxilia. Opa, que tal trabalhar com moda? É, ser fotógrafo de moda é bacaninha, ser fotógrafo freelancer também. E que tal ser da belas artes? Poxa, super bacana também! Twittar sobre as polêmicas superpops, ser comediante de stand up, vegan e amar os animais. É o corte de cabelo vintage, são os filmes de Lars von Trier. É o curtir Caetano e o tropicalismo, ser bicho grilo. É o cabelo não lavado, é ser moderninho de xadrez, esconder a miopia atrás de óculos geek. É tudo aquilo que se constrói pela falta de senso. Eita consumismo barato, me deixa louca por ser parte sua! Me sinto suja por integrar somente, me sinto livre por apenas não ser de nada disto. Sou uma lataria, com o toque me percebo carne. E imagina se me percebesse pixel? Imagina se eu fosse o lado bonito da minha família?
Pior, não me imagino construindo uma imagem. Não dá para forjar um fato. Sem pose para as fotos, quero me olhar nos traços descontraídos. Quero ver como sou na prática, sou a teoria por dentro. Mas se perguntarem se eu existo, digo que irei pensar no assunto.



Jordana Braz

7 comentários:

Cíntia' disse...

"Ninguém vai saber que atrás de tanta intectualidade, existe sempre um google que te auxilia"

A filosofia de vida de várias pessoas!
Amei o texto.

Claudia Carpo disse...

É, fácil ser cool hoje em dia.
Adorei.

Fiz um novo blog, aparece por lá :)
Beijos, Claudia

Tom Sonorizações disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lizzy disse...

Maravilhosa. Adoro a forma como você escreve, parabéns!

BlackST disse...

A maioria das pessoas não sabe se existe ou não, mas sabem que sua imagem sim, é uma pena que seja assim, o Google de ferramenta acabou se tornando o dono de toda a obra que hoje é mecânica.

abraços.

raylsonbruno disse...

Ponto para os que se deixam levar pelo entusiasmo, nos resta nadar contra a correnteza enquanto for possível, e quando não for mais, espero preferir morrer afogado a ser mais um nesse mar de valores corrompidos... Adorei o texto!!!

Em Meus Devaneios Desvairados disse...

Olá tudo bem? Incrível esse texto assim, como também é incrível seu blog.
Infelizmente poucas pessoas se questionam sobre quem são, pois foram tão inseridas a revolução tecno-científica-informacional que deixaram de ser pessoas, e passaram a ser coisas, a ser um perfil na internet, em sites de relacionamento como o facebook,e orkut, passam o dia inteiro postando idiotices no twitter apenas para serem populares, para que os outros leiam qualquer idiotice que é postada, talvez alguns sentem-se tão vazias que tem a necessidade de dividir esse vazio com pessoas tão faziam quanto estes.
Deixamos a muito de valorizar as pessoas, inclusive nos mesmo, para valorizar coisas, e também nos transformamos em coisas, será que acordaremos enquanto é tempo?