domingo, 17 de janeiro de 2010

Mono

De fora parece morbidez, mas aqui dentro é apenas um suplício de que tudo mudará. Tantas vezes morri e nasci numa mesma vida na qual acordo com a mesma cara, o mesmo nome e a mesma mãe. Sou eu o tempo inteiro renascendo em cima da minha própria história. Nunca quis ser outro alguém, não quero pensar uma vida que não seja a minha, não mais! Meu passado está lá atrás... comigo ainda te sentindo entre meus rins... E quando me pego pensando nisso, eu parto devagar da pessoa que sou hoje; sem as neuras de alguém que não sabe perder. Pirei sozinha muitas noites com o fato de não ser mais seu par. Te via como meu dono e eu como a única pessoa que lhe faria feliz por ser submissa. Meu humor era outro quando pensava no dia que teria alguém no lugar que eu acreditei que seria sempre meu... Não quis que outros olhos vissem você sentindo prazer. Nunca quis que outro alguém tivesse o gosto do seu sexo. O seu cheiro ainda esteve em mim no Natal, Carnaval e todas as datas que fomos muito felizes. O meu mundo já foi você e eu e seria assim sempre... E hoje acho graça de tudo isso. 'Você nasceu para mim'... Rá! mero engano! A pior coisa desse mundo é pensar em mono: monogâmicamente.





Jordana Braz

6 comentários:

Dayne S. disse...

'Não quis que outros olhos vissem você sentindo prazer. Nunca quis que outro alguém tivesse o gosto do seu sexo...'

PQP!
Belíssimo texto!
Cada vez mais gosto daqui!

P.S: Nós nos parecemos muito ;*

Claudia Bittencourt disse...

''Tantas vezes morri e nasci numa mesma vida na qual acordo com a mesma cara, o mesmo nome e a mesma mãe. Sou eu o tempo inteiro renascendo em cima da minha própria história.''
Excelente!
Sei bem como é isso. Ainda bem que passa.
Saudades, Joana!
Beijão ;*****

. disse...

Me lembrou uma música...

"Sei que o destino do amor
É sempre a despedida
A tristeza é um grão
Saudade é o chão onde eu planto
No ventre da solidão
É que nasce o meu canto"

Lavoura - de Teresa Cristina e Pedro Amorim cantada por Roberta Sá e Ney Matogrosso.

Belíssimo texto!
Beijos!

Bárbara. disse...

É complicado pensar nos relacionamentos perfeitos, os que juriamos que seriam pra sempre, mas... Eu insisto em pensar assim, MONO. hahaha.
Como dizem por ai, "é meu, foi de alguém e um dia será de outra" Nunca teve muito a ver comigo.
Adoro teus textos, me identifico.

Abraços.

-rayane- disse...

Somos tão apaixonados que nos tornamos egoísta, ngm será seu e vc não será de ngm, fulano não nasceu pr vc e nem muito menos vc pr ele... Somos livres e amamos tantas pessoas nas nossas vidas, eu amo uma pessoa por ano e isso está me preocupando. rsrsrs

maximumforma disse...

Meu seu blog é espetacular, show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo