sábado, 26 de julho de 2008

Minha maneira sem nível.

Esse não é mais um poema sobre amor...
Amor este que me move,
E que é forte , feroz e muito paciente...
E mesmo assim, não vou escrever sobre amor!

O que adianta eu escrever?
O que adianta se eu escrever o quanto sinto...
O quanto amo...
A quem amo...

Se a maneira como falo sobre amor é um erro.
Se a maneira como ajo com o amor é retrô.
Se a maneira como sinto é sem nível.
E respirando fundo e contando até três,
Esse poema não será de amor!

E isso é um poema?
Mesmo sem querer, falei sobre o amor?
Sim, falei sobre o que sinto.
Que por mais que eu não queira;
Que por mais que eu evite;
Reconheço que hoje,
Sou fruto de uma paixão intensa
Que se faz madurar ainda como amor.
E que se hoje as coisas são doces;
As cartas de amor que recebi, eu as dedico.
E que se hoje sou o fruto mais colorido;
Ao meu bem amado, eu me dedico.

E se mesmo assim,
Eu sentir algum gosto amargo;
Dedico a mim mesma:
Que das glórias e lembranças,
Escreve, sente e escreve;
E lembranças são lembranças...
Que por mais doces que sejam;
Viram amargas ao se tornarem princípios para uma vida.

4 comentários:

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Uma bela maneira de Poesia...
São todas elas, a maneira correta e incorreta de pensar com o coração...
Enfim, uma maneira bela...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/
"Da Arte de Escrever Cartas & Sonhar..."

Clarissa ~ Ultraviolet disse...

perfeito...

"E lembranças são lembranças...
Que por mais doces que sejam;
Viram amargas ao se tornarem princípios para uma vida."

não estejamos presos a elas... vivamos um dia de cada vez, amando ou naum, mas nunca olhando pra o que passou.

bjoo
parábens =]

http://meus-sonhos-vazios.blogspot.com/

Br disse...

Jordana...jordana...po teu blog é uma coisa fantastica...po eu me amarro no jeito o qual vc escreve...otimo post...
bjos !!!!
ah e tirei a poeira dos meus noeuronios...atualizei o blog !!!!
aeeeeeeee
130decibeis.blogspot.com

Mayna disse...

Ah o amor...
Nos torna bobas, retrôs, enfim...
Mesmo assim é um sentimento impossível de não sentir, de não falar ou escrever.

http://fulanagens.blogspot.com/