sábado, 24 de janeiro de 2009

Véu e grinalda

Não me faça perguntas sobre amor,
Não sei, um dia eu o senti... um dia errado, talvez.
Fiz do meu próprio coração picadeiro
E de toda a dor que senti, arte:
Poesia, uma escrita triste.

Um dia errado que me fez infeliz
E que me assombra ainda em forma de sonho,
Entre um e outro, pesadelo.
Eu só peço pra viver em paz, de coração.

Já vesti de noiva a beleza em se apaixonar
E vendo o que acontece com alianças,
Eu não quero vestir véu e grinalda,
Nem hoje nem nunca... talvez.

Jordana Braz

11 comentários:

Nathália Monte disse...

aii eh minha cara esse poema..e aii nau sei o q falar..
beijO

Br disse...

Pois è...dona jordana sempre escreve umas coisas tão bonitas...
a srta manda bem mas muito bem dona jordana...
bjos !!!!

drivin me wild disse...

Eu acho que nos parecemos muito, muito mesmo!

Te adc no msn flor *-*

Beijos

carolina abdalla disse...

acho que não cheguei a amar, mas gostei bastante na hora errada, e acho infelizmente que a pessoa errada também. atualizei :D. beeijocas jo!

Claudia Bittencourt disse...

Muito bom.
Adorei tua escrita.
=*

O lado quente do ser disse...

Desculpa a invasão achei sue blog por ai e não pude evitar comentar!
Seus traços lispectorianos (foi o que disseram uma vez pr uma amiga) e sua forma de escrever... puxa, Parabéns!

♫Pri disse...

Gostei desse tbm...
me pareceu bem pessoal


bjo querida!!

Claudia Bittencourt disse...

Beleza, você também, volte sempre :)
Vou relacionar você nos links do meu blog, ok?

thaty nardelli disse...

Por tras de cada dor, uma poesia. Por tras de cada canção, uma história.

Me encantei com esse poema, imagino a história dele... É lindo!
Mesmo com uma pitada de dor!

Adorei o blog!
Abraço!

Strike... The Son of Fury... disse...

O grande raul ja dizia:

"Porque quando eu jurei meu amor eu traí a mim mesmo, hoje eu sei... que ninguém nesse mundo é feliz tendo amado uma vez..."

viu... simples... e sem amargura...

^^V

Felipe Ávila disse...

tenho saudade.